Manuel de Brito Filho (Obina)

De Porcopedia - A Enciclopedia do Palmeiras

OBINA
Obina
Informações pessoais
Nome Completo Manuel de Brito Filho
Data de nasc. 31 de janeiro de 1983
Local de nasc. Vera Cruz (BA), Brasil
Altura 1,83 m
Peso 86 Kg
Destro
Apelido Obina
Informações profissionais
Clube atual Shandong Luneng
Número
Posição Atacante
Situação
Término do Contrato
Clubes de juventude
Anos Clubes Jogos (gols)
Vitória
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (gols)
2001-2003 Vitória
2003 CRB
2003 Fluminense-BA
2004 Vitória 50 (22)
2004-2005 Al-Ittihad
2005-2009 Flamengo 124 (33)
2009 Palmeiras 28 (12)
2010 Atlético-MG 39 (27)
2011-2012 Shandong Luneng
2012 Palmeiras 28 (3)
2013 Shandong Luneng
Títulos
Anos Clubes Campeonato
2004 Vitória Baiano
2006 Flamengo Copa do Brasil
2007/2008 Flamengo Taça Guanabara
2007/2008/2009 Flamengo Carioca
2009 Flamengo Taça Rio

Manuel de Brito Filho, mais conhecido como Obina é baiano de Vera Cruz é um futebolista brasileiro que atua como atacante. Tem como característica marcante o seu carisma com a torcida dos times que joga.

Biografia

Aos 18 anos, Obina ainda jogava peladas em Baiacu, cidade onde cresceu, quando um olheiro do Vitória o levou para testes no time de Salvador. Chegou a ter oportunidades no time titular com Joel Santana, então técnico do rubro-negro, em 2002, mas foi emprestado em 2003 duas vezes para ganhar experiência, para CRB e Fluminense de Feira. Ficou apenas alguns meses nos dois clubes, mas o suficiente para se destacar. Na Copa do Brasil de 2003, marcou o gol do empate do clube de Feira de Santana com o time homônimo do Rio de Janeiro, Fluminense, por 1 a 1.

Na sua volta ao rubro-negro de Salvador, em 2004, Obina conseguiu se destacar num time que tinha os pentacampeões mundiais pela Seleção Brasileira Vampeta e Edílson, e foi artilheiro do Campeonato Baiano de 2004, junto com Gilmar, também do Vitória.

Porém, no Brasileirão daquele ano, o time não conseguiu manter a regularidade e, com problemas financeiros devido ao alto investimento feito para a temporada, uma crise se instalou e, apesar dos 18 gols de Obina, artilheiro do rubro-negro na temporada, o clube foi rebaixado à Série B. Com a fama de goleador mantida, foi vendido ao Al-Ittihad, mas encontrou resistência do técnico, que não era simpatizante de jogadores brasileiros.

Em 2005, volta ao Brasil para jogar em outro rubro-negro, o Flamengo, numa época em que a equipe carioca estava carente de um jogador que fizesse gols. Logo o jovem atacante torna-se a maior esperança do elenco.

Em uma pré-estreia precipitada, ele, fora de forma, encontrou problemas para jogar. Mesmo marcando alguns gols, foi durante algum tempo perseguido pela torcida. Apenas no final do Campeonato Brasileiro de 2005, o jogador faz as pazes com ela, que com o passar do tempo reconheceu a humildade e força de vontade do atacante, que treinava com muito empenho. Ao fazer o gol da vitória sobre o Paraná, acabou com as chances de rebaixamento do Flamengo naquele Brasileirão e ainda quebrou um pequeno tabu nos confrontos do rubro-negro com o time paranaense.

A torcida do Flamengo criou um canto característico em sua homenagem: "Obina é melhor que Eto'o".

No dia 25 de maio, Obina foi emprestado ao Palmeiras até o fim da temporada. Foi inscrito no Campeonato Brasileiro com a camisa 28, mas disputou a Copa Libertadores com a camisa 24. Fez seu nome em 26 de julho, marcando 3 gols na vitória do Palmeiras sobre o Corinthians por 3 x 0 em Presidente Prudente.

No dia 18 de novembro, se desentendeu e socou o companheiro de time Maurício pouco depois do término do primeiro tempo da partida entre Grêmio e Palmeiras. Como a agressão foi dentro de campo e o árbitro viu, a regra diz claramente que os jogadores envolvidos na briga devem ser expulsos, mesmo que sejam do mesmo time. E foi o que aconteceu. Esse fato provocou a imediata demissão de Obina do time do Palmeiras.

No dia 20 de janeiro de 2010, Obina foi contratado pelo Atlético-MG por 3 anos.

No dia 21 de janeiro de 2011, o Atlético-MG anunciou que o grupo de investidores que detinham o passe de Obina, tinham negociado o jogador com o Shandong Luneng, clube chinês.

No dia 17 de julho de 2012 Obina foi apresentado novamente ao Palmeiras, por um empréstimo de seis meses.

"Desde a época que eu sai do Atlético-MG e fui para a China, eu já estava com esse pensamento, de um dia voltar e tentar acertar as coisas. Retornar ao Palmeiras e tentar mostrar o meu futebol, não aquele lado nervoso. Eu não sou daquele jeito, sou totalmente tranquilo e alegre. Em 2009, eu sai de uma maneira que eu não esperava, mas é passado. Estou voltando para ajudar o time e dar continuidade àquele trabalho que eu estava fazendo".

No final do Brasileiro de 2012, o atleta foi devolvido ao time chinês.


Estatísticas no Palmeiras

Ano Campeonatos Jogos Gols Marcados Cartões Amarelos Cartões Vermelhos
2009 Libertadores 2 0 1 0
2009 Brasileiro 26 12 4 1
2012 Brasileiro 24 2 5 0
2012 Sul-Americana 4 1 0 0
Total 56 15 10 1
Jogos Vitórias Empates Derrotas
56 20 13 23

Ferramentas pessoais