Alessandro Mori Nunes

De Porcopedia - A Enciclopedia do Palmeiras

ALESSANDRO
Alessandro
Informações pessoais
Nome Completo Alessandro Mori Nunes
Data de nasc. 10 de Janeiro de 1979
Local de nasc. Assis Chateaubriand, (PR), Brasil
Altura 1,77 m
Peso 77 Kg
Informações profissionais
Posição Lateral-Direito
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (gols)
1997–2003 Flamengo 55 (2)
2003 Palmeiras 9 (0)
2003-2007 Dínamo de Kiev 7 (1)
2004–2005 Cruzeiro 11 (0)
2005–2007 Grêmio 18 (3)
2007 Santos 22 (1)
2008 Corinthians 176 (4)
Títulos
Anos Clubes Campeonato
1999/2000/2001 Flamengo Carioca
1999 Flamengo Mercosul
2001 Flamengo Copa dos Campeões
2002–03/2003–04 Dínamo de Kiev Ucraniano
2002–03 Dínamo de Kiev Copa da Ucrânia
2004 Dínamo de Kiev Supercopa da Ucrânia
2005 Grêmio Brasileiro Série B
2006 Grêmio Gaúcho
2007 Santos Paulista
2008 Corinthians Brasileiro Série B
2009 Corinthians Paulista
2009 Corinthians Copa do Brasil
2011 Corinthians Brasileiro

Alessandro Mori Nunes (Assis Chateaubriand, 10 de janeiro de 1979) é um futebolista brasileiro que atua como lateral-direito. Atualmente.

Biografia

Revelado nas divisões de base do Flamengo, acostumou-se a jogar na posição de volante quando solicitado, o que lhe valeu um enorme aperfeiçoamento na qualidade defensiva e um crédito absurdo com todos os técnicos que o comandaram, não só no Flamengo como nos demais times. O jogador estreou bastante cedo pelo Flamengo, e assumiu a responsabilidade de tomar conta de uma posição historicamente dominada pelo Flamengo, a lateral-direita, que já havia passado por nomes como Leandro e Jorginho. No entanto, disposto e irredutível de mostrar seu talento, Alessandro não só assumiu o desafio, como não tardou á se firmar na posição. Suas fortes características técnicas, é bem verdade, ajudaram na sua manutenção, pois, apesar de atuar de forma exímia na defesa, Alessandro tornou-se figurinha carimbada nas escalações, em virtude da sua técnica apurada no que diz respeito ao apoio de ataque.

Trabalhou com diversos técnicos no Flamengo, no entanto, foi sob o comando do velho lobo Zagallo, que o lateral viveu o seu auge. Tricampeão carioca entre 1999 e 2001, Alessandro também faturou a Copa dos Campeões e se tornou essencial para o time, que então, era formado por estrelas do calibre de Dejan Petković e Edílson. Certamente, uma das imagens mais presentes do jogador para a torcida rubro-negra, foi justamente aquela em que Alessandro reza sentado ao banco, e aguarda pela cobrança de falta do sérvio Petković que resultaria no tri de 2001. Título que não só entraria para a história do clube, como carregaria consigo todo o elenco que lutou braviamente por ele.

Em 2003 teve um período conturbado no Flamengo, Alessandro teve de abandonar a Gávea e seguiu por empréstimo para o Palmeiras. Sua passagem pelo Palestra Itália, entretanto, durou pouco mais de três meses e logo em seguida, o jogador teve seus direitos econômicos adquiridos pelo Dínamo de Kiev. Ucrânia não foi das melhores, sua estadia no Dínamo durou pouco tempo, e já em agosto de 2004, o jogador viria por empréstimo para o Cruzeiro, a fim de completar o elenco celeste.

Com contrato na Toca da Raposa até dezembro de 2005, Alessandro preferiu não cumprir, e á pedido do próprio e também do então técnico do Grêmio, Mano Menezes, seguiu para o clube gaúcho que vivia um momento difícil, na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Foi no Rio Grande do Sul, aliás, que o lateral voltou a apresentar um bom futebol, sendo inclusive, considerado um dos heróis do acesso do Grêmio para a Série A do Campeonato Nacional. Do Grêmio, Alessandro rumou em 2007 para o badalado Santos, que vinha em uma crescente de boas campanhas, e logo no início da sua passagem, faturou o primeiro Campeonato Paulista da carreira. Apesar disso, as atuações do atleta não foram muito além, e já em 2008, tornou-se peça dispensável do elenco santista.

Em 2008 foi contratado pelo Corinthians, comandado pelo parceiro de outrora, Mano Menezes, para o decorrer da temporada. A missão era a mesma dos tempos de Grêmio, conquistar a Série B do Campeonato Brasileiro e voltar á elite do futebol brasileiro.


Estatísticas no Palmeiras

Ano Campeonatos Jogos Gols Marcados Cartões Amarelos Cartões Vermelhos
2003 Brasileiro Série B 9 0
Total 9 0 ? ?
Jogos Vitórias Empates Derrotas
9 ? ? ?

Ferramentas pessoais